Quando comprar pela marca?

Adquirir marcas consagradas é um desejo comum, mas nem sempre vale a pena. Reconhecemos o valor delas e sabemos que desenvolver e perpetuar um nome no mercado não é tarefa fácil; exige muito empenho e uma coesão de ideias e valores que é muito difícil de conseguir. As marcas consagradas, muito mais do que vender … Continuar lendo Quando comprar pela marca?

Como deixar de se sentir frustrado por não comprar

Todos que acompanham o blog compartilham um desejo: o de consumir melhor. Queremos nos tornar mais conscientes de onde gastamos nosso dinheiro, porquê e como melhorar essa relação entre nós e o consumo. Nós acreditamos que é possível consumir melhor sem partir de afirmações absolutas, sem nos utilizar do "isso pode, isso não pode". Lutamos … Continuar lendo Como deixar de se sentir frustrado por não comprar

Como calar a sociedade

Uma das maiores dificuldades na prática do consumo de valor é calar as influências externas: propagandas, familiares, amigos. O consumismo é tão arraigado em nós que, mesmo sem percebermos, tentamos atender as expectativas que ele nos coloca e cobramos o mesmo de quem está ao nosso redor. Embora seja difícil, é essencial que cada um … Continuar lendo Como calar a sociedade

Dia das mães: dicas para presentear sem consumismo

O Dia das Mães está cada vez mais perto e com ele surge o desejo de presentear aquela que é, sem dúvida, uma das pessoas mais importantes de nossa vida. Independentemente da data ter sido criada com fins comerciais ou não e do mercado aproveitar-se dela, o fato é que as mães são pessoas especiais … Continuar lendo Dia das mães: dicas para presentear sem consumismo

A infância e o consumo de valor

A presença do mercado em nossas vidas é inegável e um dos grupos mais afetados por ela é o das crianças, que são alvo fácil e estão cada vez mais submersas nesse mundo que, na realidade, não serve nem aos adultos. Personagens em produtos alimentícios, propagandas na escola, reforço do pensamento consumista pela famílias: as … Continuar lendo A infância e o consumo de valor