Um olhar para o tempo

Ultimamente temos ouvido muito sobre viver o momento presente, mas qual a real importância disso? A resposta mais óbvia é: porque essa é a única coisa que podemos fazer. Olhar para o passado ou para o futuro não é vivê-los, mas nos ocupar com coisas que já passaram – e sobre as quais não podemos fazer mais nada – ou sobre o que virá – o que não temos absolutamente nenhum conhecimento ou controle.

Mas as coisas não são tão simples quanto parecem; viver o presente é necessário sim, mas não podemos deixar de lado o passado e o futuro. Se soubermos pensar sobre eles de uma forma saudável, poderemos extrair coisas positivas para vivermos melhor o agora.

O passado

accurate antique blur classic

Começaremos tratando da forma negativa de lidar com o passado: com apego. Quando não conseguimos abrir mão do que aconteceu e aceitar os fatos, não vivemos o agora nem avançamos. Vivemos ressentidos com as falhas passadas ou presos no sucesso que não existe mais. De qualquer forma, deixamos de viver o dia de hoje, as relações de hoje, as conquistas de hoje para sofrer com o que ocorreu lá atrás. O apego ao que passou não nos traz nada de positivo, por isso devemos lutar para olhar para o passado com um olhar mais leve.

É impossível negar nosso passado e todo o peso que ele tem sobre quem somos hoje (e sobre quem seremos amanhã). Mas podemos olhar para o passado com um olhar leve, que vê mas não julga. Devemos aproveitar essa visão para nos sentirmos felizes com o que foi bom e para aprender com o que foi ruim. A vida é uma sucessão de acontecimentos que trazem felicidade ou infelicidade. O fato de que temos um passado recheado desses sentimentos significa apenas que até agora nós vivemos, e não que somos perdedores ou vencedores. Nada na vida é constante e o futuro ninguém sabe como será, por isso não faz sentido pensar que se o passado foi recheado de coisas ruins, assim continuará sendo no futuro.

A única coisa que podemos fazer em relação ao que passou é aprender. Mas para isso precisamos aceitar nossa história. Não importa como agimos no passado, desde que estejamos dispostos a agir melhor daqui para a frente; e para isso é crucial que usemos nossa experiência anterior e o conhecimento que ela possibilita.

O presente

man in blue formal jacket in front of black wooden chair

Certamente o local em que nossa cabeça deve estar na maior parte do tempo é o presente. É onde a vida acontece, onde sentimos, onde experimentamos, onde vivemos. Se pensarmos bem, não temos mais nada além do agora, e é nele que devemos focar. A cada segundo nosso presente muda, o momento anterior já ficou no passado e sobre o momento seguinte não temos certeza alguma.

Por isso devemos viver o presente com o peito aberto, prontos para receber o que a vida nos der. Passar pelas situações boas ou ruins de forma plena é a melhor definição do verbo viver e é assim que podemos melhorar no futuro. É preciso coragem para aceitar que a vida é o que é, e que devemos fazer o possível para sermos melhores hoje, ao invés de esperar o amanhã ou nos lamentar pelo passado.

Um dos exercícios mais importantes para viver o agora é a gratidão, que nos permite aceitar quem somos, o que passou e ter esperança no futuro. Quem vive reclamando do presente está apegado ao que era no passado ou no que quer ser no futuro, e nada disso é produtivo ou traz felicidade. A gratidão pelas situações que vivemos hoje traz “embutidos” os aprendizados do passado e a esperança no futuro, e é disso que mais precisamos para sermos felizes e cada vez melhores.

O futuro

flat lay photography of calendar

Quando nos preocupamos demasiadamente com o futuro, vivemos ansiosos e não aproveitamos o que temos. Tentamos ter controle sobre o que é incontrolável e por isso vivemos frustrados. Ao mesmo tempo, deixamos de fazer o que podemos para melhorar o dia de amanhã, já que não temos tempo nem energia para viver o hoje com plenitude. Quando o futuro finalmente chega, nos encontra abatidos e cansados de remar contra a maré, ao invés de nos encontrar fortalecidos e felizes.

Por outro lado, sabemos que não é possível deixar o futuro de lado se quisermos nos tornar pessoas melhores. É preciso que tenhamos metas de vida para nos desenvolvermos, ou viveremos sendo levados pelos momentos sem construir nada. A preocupação com o futuro é infrutífera, já que este é desconhecido, e deve ser substituída pelo planejamento. Não planejamos com a ideia de prever e controlar o futuro, mas para ter um caminho a seguir, que poderá ser alterado de acordo com o que a vida nos trouxer.

Se pretendemos consumir melhor, por exemplo, devemos planejar como isso acontecerá, pois sem um plano de ação tudo permanece no mundo das ideias e nada é posto em prática – consequentemente não chegamos a lugar algum. Mas depois de realizado o planejamento, chega a hora da ação, e esta acontece no momento presente. Assim unimos o planejamento do futuro com a disposição para agir agora, aceitando o que vem e o que foi e nos permitindo lidar com as adversidades e chegar mais longe.

Ou seja…

group of people having fun together under the sun

Embora o momento presente seja importante, por ser tudo o que temos, e deva ser vivido com intensidade, é preciso que utilizemos nossa experiência passada e planejemos o nosso futuro, trabalhando sempre com a inconstância e impermanência da vida.

Assim seremos capazes de aprender com os erros, construir um futuro melhor e viver cada situação com a intensidade que ela merece. Poderemos no futuro olhar para trás e sentirmos que realmente vivemos todas as situações que a vida nos apresentou, sofremos, sorrimos e construímos uma história que, embora não seja necessariamente a que idealizamos antes, foi a melhor que conseguimos construir.

6 comentários sobre “Um olhar para o tempo

  1. não tem muito a ver com o texto, mas vi essas definições em um livro e acho legal compartilhar:
    “depressão é excesso de passado; ansiedade, excesso de futuro; e o estresse, é o excesso de presente.”

    Curtido por 3 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s