Profissionais de valor

Vivemos uma época de inúmeras manifestações pelo fim do consumismo. Muito se fala sobre viver com o mínimo e sobre desapegar, o que é muito positivo. Entretanto, devemos nos lembrar de que a vida sem consumo é muito difícil e se adequa a poucas pessoas. Nós, praticantes do consumo de valor, não temos o objetivo de nos afastar totalmente do consumo, mas de repensá-lo e realizá-lo de forma a servir ao nosso bem estar, e não ao mercado.

O compartilhamento de informações e de tutoriais que vemos hoje é muito positivo, como já citamos em nosso artigo sobre DIY. Através desses canais aprendemos diversas habilidades, fazendo com que não sejamos totalmente dependentes de profissionais que muitas vezes aproveitam nossa ignorância para cobrar caro sem entregar real valor. Mas, ao mesmo tempo, torna mais nítida a necessidade que temos de profissionais capacitados para o que somos incapazes de realizar, assim como nos mostra que a excelência em determinada área vem com investimentos e dedicação. Por isso, mais do que nunca, é necessário prestigiar os profissionais e empresas que realmente oferecem valor.

O trato com o cliente

pexels-photo-974476.jpegOs profissionais que procuram a excelência em sua área investem muito dinheiro e tempo para isso. São pessoas que dedicam a vida a determinado trabalho e procuram realizá-lo com perfeição. Mas não basta fazer um bom trabalho para ser um profissional de valor: é necessário que esse trabalho se dirija aos outros, à solução de problemas reais de pessoas reais. O profissional que não entende que a relação com seu cliente ultrapassa o serviço que ele presta (ou o produto que vende), não entende sua própria importância na sociedade.

A relação profissional pende, mais do que nunca, para a área afetiva e emocional. Nem poderia ser diferente: deixamos cada vez mais nossos papeis de autômatos para nos assumirmos como indivíduos, e queremos ser tratados como tal nas relações profissionais. Mas o bom atendimento é apenas a ponta do iceberg quando tratamos de relação profissional de valor: a venda do produto ou serviço deve sim ser realizada com gentileza, mas principalmente com honestidade e transparência. Falsas promessas são cada vez mais descobertas e desprezadas pelos potenciais clientes.

A internet possibilitou, entre tantas coisas positivas (e tantas outras negativas) o fácil compartilhamento de impressões a respeito de profissionais e empresas. Com o “boca a boca” cada vez mais desenvolvido, é necessário que o respeito ao consumidor ultrapasse a gentileza no atendimento e atinja o cerne do negócio, exigindo transparência inclusive sobre a razão de ser da marca.

O valor

pexels-photo-842921.jpegO objetivo de todo empreendedor e profissional certamente é o lucro. Assim como os empregados trabalham o mês todo pelo salário, é justo e natural que as empresas e profissionais autônomos também desejem uma remuneração. Entretanto, esta não deve ser a finalidade principal de nenhuma das categorias citadas.

O trabalho, seja como empreendedor, autônomo ou empregado, nem sempre é prazeroso. O tempo e a dedicação necessários para produzir algo bom é grande e muitas vezes se mostram desanimadores. Para que tenhamos mais prazer em nossas tarefas e para que consigamos oferecer valor é necessário ter sempre em mente a intenção depositada naquela atividade.

Todo trabalho é útil e de alguma forma necessário para a sociedade. Se refletirmos um pouco perceberemos que é possível atribuir uma boa intenção a qualquer tipo de afazer, por isso nenhuma atividade precisa ser fechada no conceito de “ganhar dinheiro”. Quando decidimos trabalhar com algo, devemos ver o bem que aquilo pode trazer ao meio em que está inserido, pois isso dá ao próprio trabalhador uma noção de seu valor.

pexels-photo-936127.jpegEssa intenção que o profissional vê em sua função deve ser repassada às demais pessoas, clientes ou não, para que a sociedade entenda a importância e os valores daquele trabalho. “Se vender” é necessário e positivo, pois permite aos outros perceber características que muitas vezes são ocultas. Entretanto é importante que essa transmissão se dê de forma transparente e honesta, não se utilizando de propagandas opressivas ou falsas.

Quando o profissional mostra seu valor sem mentiras, as pessoas que realmente se interessam pelo seu serviço o contratam, se sentem satisfeitas, retornam e indicam a outros. Toda a sociedade ganha quando agimos com honestidade e transparência, entregando valor real a quem necessita.

A influência na sociedade

forest-trees-perspective-bright-957024.jpegComo observamos quando tratamos de empresas praticando o consumo de valor, a contribuição dos profissionais pode ir além do serviço prestado. Ninguém vive totalmente isolado da sociedade: compartilhamos um meio ambiente com inúmeras outras pessoas, e tanto esse ambiente quanto essas pessoas precisam da nossa ajuda.

Profissionais que colaboram de alguma forma com grupos vulneráveis e que cuidam dos seus processos fabris para não utilizar mão de obra escrava, para reduzir o lixo e proteger o meio ambiente, agrega valor e oferece, além de seu serviço ou produto, um bem ainda maior: sua contribuição para a sociedade.

Se queremos que nossas marcas tenham uma vida longa, precisamos nos preocupar com nosso entorno: com as pessoas além de nossos clientes e com o ambiente em que vivemos. Ter sucesso numa sociedade saudável e contribuir para isso é muito mais do que ganhar dinheiro: é ajudar no desenvolvimento geral. E quando todos crescem, nós crescemos junto.

Ou seja…

pexels-photo-573563.jpegNós estamos cada vez mais independentes da face ruim do mercado, o que e ótimo, mas não podemos nos esquecer que ele também é composto por profissionais sérios e que têm valor a entregar. Empresas são constituídas de pessoas reais que trabalham para conseguir seu sustento e que, quando agem de forma honesta e consciente, ajudam toda a sociedade a crescer. Os autônomos, de forma ainda mais óbvia, vivem do seu trabalho e precisam de clientes que realmente apreciem seu serviço para continuar na ativa.

O consumo de valor tem como objetivo o consumo consciente, feito com reflexão e atribuindo valor a quem realmente merece. Por isso é essencial que apreciemos os profissionais que trabalham com honestidade e competência, contribuindo para o crescimento de nossa sociedade e para o bem estar das pessoas. Esqueçamos os que querem nos ditar regras, nos empurrar produtos ou nos fazer sentirmos mal pelo que somos. Quando reconhecemos os profissionais de valor, ajudamos a desmontar o mercado consumista, frio e enganador, enquanto incentivamos o desenvolvimento da sociedade e dos que a ajudam a crescer, e isso é praticar o consumo de valor.

4 comentários sobre “Profissionais de valor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s