A infância e o consumo de valor

A presença do mercado em nossas vidas é inegável e um dos grupos mais afetados por ela é o das crianças, que são alvo fácil e estão cada vez mais submersas nesse mundo que, na realidade, não serve nem aos adultos. Personagens em produtos alimentícios, propagandas na escola, reforço do pensamento consumista pela famílias: as crianças estão cada vez mais consumistas e isso traz prejuízos imensos à sociedade.

A infância é um momento fundamental no desenvolvimento pessoal, é quando a personalidade começa a se solidificar e os valores mais essenciais são aprendidos. Crianças que sofrem superexposição ao consumismo crescem com valores deturpados: preocupação excessiva com a imagem, necessidade de pertencimento a grupos acima de qualquer coisa, adultização e até erotização precoces.

Crianças que crescem em lares consumistas e internalizam os valores transmitidos pelo mercado mais tarde sentirão as consequências e sofrerão em suas vidas adultas, além de ajudarem a perpetuar a sociedade triste e doente em que vivemos. Entretanto, apesar da grande força do mercado, felizmente é possível seguir por outro caminho, como mostraremos a seguir.

É possível afastar as crianças do consumismo?

pexels-photo-235554.jpeg

Primeiramente, é importante frisar que o mercado é onipresente e espalha seus tentáculos sobre toda a sociedade, sendo praticamente impossível manter uma criança longe dele. Mas é possível e necessário fazer um esforço para ensiná-la a lidar com essa influência. Acreditamos que o caminho mais eficiente não seja a tentativa de alienação da criança com relação ao mercado, mas a educação sobre ele.

Assim como os adultos que cresceram servindo ao mercado podem se reeducar e praticar o consumo de valor, ainda mais fácil será ensinar uma criança que não está totalmente influenciada pela sociedade de consumo. Mas como conseguir isso? O primeiro passo, sem dúvida, é a conscientização de quem convive com ela. Começando pelos pais e chegando até a escola, as pessoas que fazem parte do círculo social da criança têm, ao menos nessa fase, mais influência sobre ela do que o próprio mercado, então devem aproveitar a oportunidade para transmitir o consumo de valor através de suas palavras e especialmente, pelas ações.

Uma das escolhas cruciais para que isso se realize é a escola que a criança frequentará, já que muitas incentivam o consumismo, inclusive admitindo propagandas em suas instalações. Outra questão importante ao se escolher uma escola são as famílias com as quais seu filho conviverá. Ao optar por uma instituição que foca em valores, a probabilidade dele conviver com crianças que vêm de lares consumistas e, portanto, representam mais um fator de pressão para o consumo, diminui bastante. Além do não incentivo ao consumismo, as escolas que focam em outros valores agregam famílias que pensam e consomem de forma consciente, criando uma rede de apoio a esse estilo de vida.

É claro que nem só de escola é feita a convivência da criança: familiares devem ser educados ou ao menos instruídos sobre o estilo de vida que está sendo passado à criança. Quando somos sinceros com os que nos rodeiam e deixamos claro o nosso entendimento fica muito mais fácil barrar comportamentos prejudiciais. Também não devemos esperar que todos sigam nossas convicções, então quando não for possível evitar certos exemplos ruins, devemos explicar à criança de forma a ensinar o respeito às escolhas de vida dos outros e às suas próprias, evidenciando que devemos nos manter íntegros em nossos valores ainda que os outros ajam de forma diferente.

Vantagens de crescer num lar sem consumismo

pexels-photo-936058.jpeg

Muitos pais acham que através do consumismo criarão filhos mais seguros e satisfeitos. Entretanto, sabemos que, embora o mercado prometa isso, o que ele entrega é apenas insatisfação e baixa autoestima. As crianças acabam se tornando adultos que sofrem quando contrariados e que acreditam que tudo se resolve com consumo. Esse pensamento torna muito mais difícil a lida com os desafios e com as outras pessoas, visto que a criatividade e a empatia não foram desenvolvidas.

Crescendo num lar onde impera o consumo de valor a criança tem a chance de desenvolver habilidades que a ajudarão no futuro. A criatividade, a empatia e a valorização do ser são apenas alguns dos ensinamentos à sua disposição. Crescendo com valores a vida fica mais tranquila, o autoconhecimento é facilitado e a reflexão faz parte do dia a dia. Essas crianças tornam-se adultos que seguem o seu caminho independentemente da imposição do mercado, que são éticos e que sabem que só através do esforço alcançarão algo de bom. Valorizam o que têm porque foram ensinados que certas coisas não podem ser compradas, o que traz satisfação e felicidade.

O brincar

pexels-photo-296301.jpeg

Atualmente as crianças têm inúmeros compromissos e a preocupação diária em aprender e construir seu futuro profissional. Combinada com a falta de espaços seguros nas cidades, essa realidade cria, ao invés de pessoas criativas e tranquilas, autômatos que só pensam em ganhar dinheiro. Sabemos que o mercado de trabalho é cada vez mais agressivo e difícil, mas é justamente nesse cenário que se mostra a importância de brincar, de relaxar e de ser apenas criança.

Hoje já sabemos sobre a importância do brincar no desenvolvimento de habilidades que no futuro serão importantes. Com a insegurança das ruas e os pais trabalhando fora, já temos locais especializados onde as crianças ficam meio período apenas brincando (normalmente chamados “espaços de brincar“). Sem o objetivo de ensinar algo específico, esses locais são disponibilizados apenas para que as crianças brinquem livremente, com segurança, e possam se divertir e desenvolver as habilidades mais naturais e necessárias ao ser humano. Esses espaços são exemplos de empresas trabalhando com o consumo de valor e entregando soluções reais para quem necessita. Todos saem ganhando quando é possibilitado o desenvolvimento real e natural das crianças.

Ou seja…

pexels-photo-936120.jpeg

É possível afastar totalmente seu filho do consumismo e das ideias vendidas pelo mercado? Provavelmente não. Mas dá sim para educá-lo a respeito do assunto e incentivar a reflexão desde pequeno. O consumo de valor não pretende levar as pessoas a viverem à margem da sociedade, completamente apartadas do restante do mundo. O consumo de valor quer apenas devolver a liberdade de cada um e o livrar das garras do consumismo através do autoconhecimento e da reflexão individual. Da mesma forma é possível lidar com as crianças: não proibindo-as de consumir ou ficando desesperados cada vez que elas pedirem o ovo de páscoa do super-herói ou do personagem do desenho, mas promovendo a reflexão e o pensamento crítico a respeito do consumismo.

Crianças que crescem em lares não consumistas tornam-se adultos seguros, habilidosos e – por que não? – ricos. Ricos em termos materiais e imateriais, já que, além de lidarem de forma muito mais saudável com o dinheiro, são capazes de valorizar as coisas boas da vida, garantindo uma satisfação que vai muito além do consumo. Mas para que isso ocorra é necessário que a criança tenha exemplos de pessoas que pensam por conta própria, que são capazes de tomar as próprias decisões e que não dependem do mercado para saber aonde querem chegar. Rodeada de pessoas que praticam o consumo de valor fica natural para a criança adotar esse estilo de vida e crescer livre e feliz.

6 comentários sobre “A infância e o consumo de valor

    1. Que bom que vocês gostaram! Certamente o melhor presente que podemos dar às nossas crianças é a nossa presença, ensinando valores que as farão pensar por si próprias e construir suas vidas de forma benéfica a todos. 😊😊

      Curtido por 1 pessoa

  1. Muito bom! Aqui em casa ensinamos meu filho a ter um pensamento crítico sobre tudo que ele quer comprar… não vale a pena comprar só pq está na moda ou pq todo mundo tem!
    Amei o texto e o blog, não conhecia! Vem conhecer nosso blog também! Tenho certeza que vai gostar!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s