O que as empresas têm a ganhar com o consumo de valor

Ao falarmos sobre consumo de valor e a importância de não ceder ao consumismo, pode parecer que somos contra as empresas, o capitalismo e até o marketing. Isso não é verdade. Nós entendemos que esse é o sistema em que estamos inseridos e que, embora pareça que existam dois polos, no final das contas somos todos pessoas lutando por uma vida digna e feliz. Isso não significa que concordemos com o consumismo, mas que assumimos a responsabilidade por participar ou não dele.

Da mesma forma, os empreendedores podem buscar o lucro baseando-se no consumo de valor, ou seja, se responsabilizando por não utilizar de marketing agressivo ou cultivar ideias consumistas em seus clientes. Se você, empreendedor, valoriza seus clientes mais do que o seu lucro e deseja praticar o consumo de valor, separamos algumas dicas para você:

Venda valor

pexels-photo-302899.jpegO consumo de valor é baseado na aquisição de bens que são mais do que meros objetos ou serviços. Os bens que nós procuramos trazem consigo valor real, além do monetário. E as empresas podem – e devem – nos mostrar o valor que elas oferecem.

Para isso é crucial se perguntar: qual é o meu produto e para que ele serve? Se você tem uma loja de roupas, por exemplo, a resposta não é simples como “para as pessoas se vestirem”. Tente colocar seus diferenciais nessa resposta. É para pessoas se sentirem bem consigo mesmas? É para um segmento que não dispõe de muito dinheiro se vestir bem pagando menos? É para um segmento que normalmente não encontra roupa do tamanho ideal ter roupas com um bom caimento?

É fundamental que você tenha essa informação de forma muito clara. Qual a importância do que você vende na vida das pessoas? Em que aspecto da vida dos seus clientes a sua empresa impacta positivamente? Se você não souber responder essa pergunta, como vai exigir o dinheiro do seu cliente em troca do seu produto? O que você o entregará em troca do suor dele?

Mostre o seu valor ao seu cliente

pexels-photo-920382.jpegA propaganda não é necessariamente uma coisa negativa. Propaganda é a forma das pessoas que precisam do seu produto chegarem até ele. Por isso não há necessidade de se fazer uma propaganda opressora e apelativa. Basta mostrar qual é o seu produto, quem pode precisar dele e para quê.

Não minta, não invente um valor que não existe e por favor não foque em valores ruins. Não incite a inveja, o acúmulo, nem a compra pelo prazer momentâneo. É seu papel mostrar como aquele produto pode realmente melhorar a vida do seu cliente e lhe dar felicidade real, além do prazer do consumo.

Trate bem o seu cliente

pexels-photo-407237.jpegAo invés de entregar apenas seu produto, entregue uma experiência ao seu cliente. Faça com que o prazer de ter contato com a sua marca seja anterior à compra. Estamos cansados de empresas que só se importam com o pagamento. Se preocupe com a sua forma de comunicação. Não force, não atrapalhe nas redes sociais, aja com calma e discrição. Se ele precisar de alguma coisa específica, trate-o bem (quantas vezes somos maltratados por reclamar de erros cometidos pela empresa). Mostre que, além de oferecer o produto certo ao seu cliente, você é uma marca confiável e que o respeita. Faça com que seja prazeroso, além de adquirir seu produto, toda a experiência de fechar negócio com você. E depois da venda efetuada continue tratando-o como um amigo. Afinal de contas, ele contribuiu para que sua empresa sobreviva mais um dia.

Faça mais

pexels-photo-341378.jpegAjude quem precisa. Indique empresas que também podem ajudar seus clientes. Apoie causas que você acredita, reverta parte dos ganhos a uma ONG, divulgue ações de caridade. Seja engajado no mundo além das vendas. Não importa de que lado da relação de consumo estejamos, somos todos da mesma espécie. Faça a sua parte no bem do mundo.

O que eu ganho com tudo isso?

pexels-photo-872957.jpegClientes. E clientes voltam. Clientes indicam. Clientes torcem pelo seu sucesso, porque o que ele adquiriu de você agregou felicidade à vida dele. Todos saem ganhando quando a confiança, a sinceridade e a liberdade são a base da relação. E a relação de consumo é como qualquer outra: deve ser cultivada sempre. Assim sua empresa tem chance de ir muito mais longe e melhorar a vida de muito mais pessoas.

2 comentários sobre “O que as empresas têm a ganhar com o consumo de valor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s