O que é ser rico?

Quem não quer ser rico? Eu quero e aposto que você também. Mas o que é riqueza? Ser rico é um fato ou uma sensação? Em outras palavras, você precisa de uma quantia determinada ou pode sentir-se rico com o que tem? Apesar de, na maioria das vezes ser ligado à questão financeira, para nós o conceito de riqueza vai além disso. Vamos te mostrar que qualquer um pode ser rico.

Riqueza X Felicidade

pexels-photo-943103.jpegDinheiro traz felicidade? Essa discussão é velha e para nós tem uma resposta muito clara: o dinheiro torna possível a felicidade. Se considerarmos “dinheiro” como o que nos permite adquirir coisas, fica fácil chegar a essa conclusão, já que precisamos de bens para nossa subsistência. Afinal de contas, precisamos estar vivos para sermos felizes.

Dessa forma, dinheiro é sempre necessário, mas não suficiente para ser feliz. Isso significa que sem dinheiro não conseguimos ser felizes (pois nem sobrevivemos), mas só o dinheiro não garante a felicidade.

A riqueza no consumismo

pexels-photo-305070.jpegO consumismo enfoca muito a ideia de riqueza, mas utiliza uma conceituação estritamente material: é rico quem possui muitas coisas. Assim, incute um ideal de riqueza inatingível e causa prejuízo a todos nós.

Primeiro, impõe como meta bens absurdamente caros e que não acrescentam valor algum. Por isso vemos pessoas trocando carros perfeitamente funcionais por modelos mais novos ou marcas mais conceituadas, por exemplo. O objetivo do consumismo ao agir dessa forma é se retroalimentar, fazendo com que as pessoas se sintam cada vez piores consigo mesmas e consumam cada vez mais.

Outra forma de nos prejudicar com a noção deturpada de riqueza é incitando a concorrência entre pessoas e suas posses. A ideia de ostentação faz com que queiramos medir nosso valor através do valor monetário de nossos bens. Essa noção faz com que trabalhadores gastem todo o resultado de seu esforço em coisas que não têm valor nenhum a eles, mas que eles acreditam ter valor para os outros. Dessa forma nos esquecemos de agradar a nós mesmos e nos sentimos cada vez piores, o que faz com que procuremos o consumo sem significado, o consumo para o outro.

A riqueza no consumo de valor

pexels-photo-374845.jpegVimos que o consumismo nos incute conceitos de riqueza prejudiciais a nós e benéficos ao mercado. Apesar disso, podemos ter o consumo a nosso favor se soubermos utilizá-lo. Além do consumo necessário de bens de subsistência, podemos – e devemos – consumir objetos não essenciais para a nossa vida, mas que proporcionam valores preciosos para nós, como conforto, segurança, beleza, tranquilidade. Produtos que nos possibilitam esses sentimentos são capazes de nos fazer mais felizes, e é para isso que utilizamos o consumo. Somos ricos quando temos à nossa disposição bens que proporcionam os valores importantes para nós. Para isso, entretanto, não basta seguir as ordens do mercado. Precisamos nos conhecer e analisar o que agrega valor à nossa vida e a quem somos.

Ou seja…

youth-active-jump-happy-40815.jpegO conceito de riqueza que adotamos pode fazer com que nos sintamos ricos ou desgraçados. Cabe a nós procurar a felicidade e viver de acordo com o que nos faz bem. Quando sabemos claramente os valores importantes para nós e consumimos de acordo com eles, não temos necessidade da validação dos outros nos dando o título de “ricos”. Simplesmente nos sentimos assim e vivemos a felicidade que vem da riqueza de ser livre.

5 comentários sobre “O que é ser rico?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s