Como controlar o impulso do consumismo

O consumo só faz sentido quando é direcionado a bens significativos. Você já está careca de nos ouvir dizendo isso, quer mudar de vida e gastar menos e melhor, mas no dia a dia sente a pressão do consumismo e acaba gastando com o que não devia, não é? Não se sinta mal, o consumo de valor é uma prática diária que vai ficando cada vez mais fácil. E para te ajudar a se controlar elaboramos algumas dicas práticas.

Use a lista de compras futuras

coffee-cup-desk-pen.jpg

Você já conhece o conceito de lista de compras futuras. Basicamente é onde você anotará os objetos e serviços que já passaram por uma análise e que você decidiu que valem a pena ser comprados. Como você já pensou a respeito desses produtos e percebeu que aumentarão sua qualidade de vida e te trarão mais felicidade, o que você fez foi aumentar o valor que eles têm para você. Dessa forma fica fácil resistir à tentação de comprar outra coisa que não tem esse valor.

Se dê um tempo

food-woman-girl-eating.jpgEvoluímos para consumir com urgência. Imagine na época em que éramos caçadores-coletores: se você estivesse procurando frutas e encontrasse uma árvore cheia delas, o que deveria fazer? Comer uma e deixar o restante para depois? E se viesse outro grupo e comesse aquelas frutas, ou se desse uma tempestade e todas se perdessem? Nós fomos programados para comer o máximo possível, pois não tínhamos como saber quando encontraríamos novamente aquele alimento (isso explica porque não conseguimos comer só um pedacinho de chocolate).

Isso ainda se reflete na forma como consumimos: queremos agora, precisamos antes que acabe! Isso é especialmente usado nas promoções, e é por isso que sempre ouvimos do vendedor coisas como “leve agora porque é o último”. Não caia nessa.

Gostou de alguma coisa? Está na sua lista de compras futuras mas você não tem certeza se deve levar? Dê uma volta, vá para casa, espere até amanhã. Se quiser, peça para deixar reservado, é de praxe que as lojas te ofereçam essa comodidade. Durante esse tempo, pense na sua vida com e sem aquele produto, será que você realmente precisa daquilo? Se precisa, será aquele o melhor modelo? No dia seguinte, ou mais tarde, se a decisão for pela compra, volte e adquire o produto com a confiança de que ele fará diferença em sua vida.

Quanto tempo de trabalho isso custa?

startup-photos.jpg

Ganhar dinheiro não é fácil, você sabe. O dinheiro que gastamos hoje é o que ganhamos ontem. Antes de levar um produto para casa, ao invés de pensar “quanto dinheiro ele custa”, faça as contas de quanto tempo ele lhe custa. Na estratégia anterior te aconselhamos a comparar o valor dele com outro produto. Agora queremos que você compare o tempo que ele vale com o tempo necessário para adquirir outras coisas. Já te explicamos como descobrir quanto vale o seu dinheiro.

Qual a quantia necessária para render esse valor?

pexels-photo-164474.jpeg

Outra forma de produzir riqueza é fazendo o seu dinheiro trabalhar. Quanto mais dinheiro guardado, mais ele se “reproduz”. Por isso é tão importante guardar parte da sua renda. Nesse momento, pense em quanto dinheiro você precisaria ter investido para que gerasse um montante suficiente para comprar o produto que você deseja. Para descobrir isso você terá que dividir o valor do bem pela taxa de rendimento que tem em mente.

Isso significa que, num investimento como a poupança (que hoje está rendendo 0,3855% ao mês), você precisaria de R$51.948,05 guardados para que ele gerasse R$200,00 (dividimos 0,003855 por 200).

Pense em como é difícil gerar esses míseros R$200,00 com investimentos (ou como é difícil juntar R$51.948,05), e que a cada produto que você deixa de comprar, está mais próximo de possuir esse montante que um dia trabalhará para você.

Não confie totalmente em si mesmo

pexels-photo-278312.jpegO consumismo está em nossas vidas há muito tempo. Nossa mente já se acostumou a trabalhar em prol dele e despende muito esforço para agir de forma diferente. Por isso é comum que falhemos mesmo seguindo estratégias e objetivos (embora isso ocorra cada vez menos). A melhor forma de evitar o consumismo é evitando as situações de tentação.

Quer passear? Escolha um lugar que não o shopping. Está andando na rua? Não olhe as vitrines. Se for necessário ir a locais com muita tentação, leve consigo apenas o dinheiro necessário (e mais um pouquinho para imprevistos). Acostume-se a deixar o cartão em casa e peça para quem estiver com você te lembrar do seu intuito de não gastar.

Ou seja…

pexels-photo-918488.jpeg

Seja forte, lembre-se de quem você é e não se deixe levar pelas propagandas e desejos. Mas se um dia acabar falhando, não desanime. O consumo de valor é uma prática que demora para estar bem estabelecida nas nossas mentes já acostumadas com o consumismo.

Cada vez ficará mais fácil de se controlar e você estar conosco já é um grande passo! Vamos sempre em frente, caminhando em direção à vida que queremos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s